Luiz d’Orey

TAPUME, Luiz D’Orey
Nasceu em 1993, Rio de Janeiro. Vive e trabalha no Rio de Janeiro.

Em sua prática de pintura e intervenções, Luiz d’Orey examina a circulação da informação e seus sistemas no contexto urbano e digital. Em 2016, d’Orey graduou-se bacharel em Belas Artes pela School of Visual Arts, onde recebeu os prêmios 727 Award (2016), Sillas H Rhodes Award (2016) e Gilbert Stone Scholarship (2015). D’Orey trabalhou como assistente dos artistas Carlos Vergara (Rio de Janeiro) e Raul Mourão (Nova York) durante os anos de 2013- 2017. Suas pinturas participaram de mostras coletivas nos EUA, Europa e Brasil. Dentre suas exposições individuais recentes destacam-se “Recent Ruins” na galeria Gitler & Gallery (Nova York, 2018), “Espaço Comum” na galeria Dotart (Belo Horizonte, 2018) e “Quase plano” na galeria Mercedes Viegas (Rio de Janeiro, 2017), pela qual o artista é representado. Em 2018, seu curta metragem ‘Tapume’, coproduzido por Hugo Faraco, foi nomeado para o festival DOC NYC.

Cascata #44, 2019
Colagem de impressões a laser e tinta spray sobre papel
60 x 80 cm
Cascata #17, 2019
Colagem de impressões a laser e tinta spray sobre papel
60 x 80 cm
Finalmente alguém, 2021
Acrílica sobre linho
90 x 110 cm
Tem que ser, 2021
Acrílica sobre linho
66 x 56 cm
Untitled #5, 2015
Colagem de pôsters encontrados e tinta spray sobre tela
110 x 89 cm

EXPOS INDIVIDUAIS

2019
Eu não falei?, texto crítico de Fred Coelho, Galeria Mercedes Viegas, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

Rumor, texto crítico de Yucef Merhi, Elga Wimmer Gallery, Nova York, Estados Unidos

2018
Recent Ruins,Gitler & Gallery, Nova York, Estados Unidos

Espaço comum, texto crítico de Gustavo Prado, Galeria DotArt, Belo Horizonte/MG, Brasil

2017
Quase Plano, curadoria de Guilherme Gutman, Galeria Mercedes Viegas, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

EXPOS COLETIVAS

2019
Pequenos formatos, Galeria Mercedes Viegas, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

2018
Entre Ruína e Construção, curadoria de Luiz Camillo Osorio, Instituto PIPA, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

Circuit Breakers, curadoria de Gisela Gueiros, Lazy Susan Gallery, Nova York, EUA

Passe a mão, Galeria Mercedes Viegas, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

LAND+BODY=Escape, curadoria de Tatiana Schilaro, Nars Foundation, Nova York, Estados Unidos; e 55 project, Miami, Estados Unidos

2017
O contexto da linha, Galeria Mercedes Viegas, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

Street Smart, curadoria de Jane Nuzzo and Jamie Keeling, SVA Chelsea Gallery, Nova York, EUA

Acervo, Galeria Dot Art, Belo Horizonte/MG, Brasil

Displacement, curadoria de Gabriela Davies, Galeria Ugly Duck, Londres, Reino Unido; e Jacarandá, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

Rosa, curadoria de Gabriela Davies, Galeria Mercedes Viegas, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

2016
Procession, curadoria de Gisela Gueiros, Foley Gallery, Nova York, EUA

C,d,nof,g, curadoria de Peter Hristoff, Flat Iron Project SVA, Nova York , EUA

Crime and Punishment, curadoria de Thomas Woodruff, SVA Chelsea Gallery, Nova York, EUA

Sem Título, curadoria de Gabriela Davies, Galeria Mercedes Viegas, Rio de Janeiro/RJ, Brasil

PRÊMIOS E BOLSAS

2019
Indicado ao Prêmio PIPA

Nomeado para DOC NYC (EUA, 2018); Melbourne Documentary Film Festival (Australia, 2019), Lviv International Film Festival (Ucrania, 2019), World of Film International Festival (Escócia, 2019) pelo curta-metragem ‘Tapume’, coproduzido por Hugo Faraco

2016
Silas H Rhodes Award, School of Visual Arts

727 Award, School of Visual Arts

2015
Gilbert Stone Scholarship, School of Visual Arts

COLEÇÕES

PIPA Institute

OUTROS PROJETOS

2018
Jurado – NYC Scholastic Award

2015-2017
Assistente – Raul Mourão studio

2013-2016
Assistente – Carlos Vergara studio